Empresas buscam líderes inspiradores

Tem sido cada vez maior a preocupação com a formação de lideranças fortes

Diferentes pesquisas mostram que entre as principais preocupações das empresas estão a gestão de talentos, que envolve atrair, desenvolver e reter pessoas, o engajamento das equipes e o desenvolvimento de lideranças.

Levantamento realizado em 2016 pela consultoria Bersin by Deloitte com empresas de 130 países aponta que 89% classificam a formação de líderes como uma questão importante ou muito importante, mas apenas 13% declaram-se excelentes na geração de líderes globais e só 7% acreditam ser excelentes na formação de jovens líderes da geração millennial.

"Tem sido cada vez maior a preocupação com a formação de líderes porque as empresas sabem que precisam ter líderes que sejam referências e que promovam o aperfeiçoamento constante das equipes", afirma Maurício Pedro, gerente do Atendimento Corporativo do Senac São Paulo.

Para suprir a carência de líderes bem preparados, o Atendimento Corporativo do Senac reúne, em seu Programa de Desenvolvimento de Líderes, um portfólio amplo de cursos e programas customizados, voltados para empresas privadas e organizações públicas.

O objetivo é oferecer educação continuada para aprimorar as competências de gestores em diferentes áreas, como vendas, atendimento, marketing e gestão. Programas voltados para as lideranças vão além. O Programa Líder Mediador, por exemplo, ajuda a desenvolver e a aperfeiçoar habilidades para que os líderes consigam orientar bem suas equipes, criar espaço para o aprendizado contínuo e trabalhar formas de alavancar o desempenho conjunto, sem, no entanto, deixar de lado as diferentes expectativas pessoais. "O resultado dessas ações é um aumento da produtividade em duas dimensões", afirma Maurício Pedro. "A objetiva, com o alcance das metas e resultados, e a relacional, porque quando as pessoas se sentem bem no ambiente de trabalho o desempenho tende a ser melhor".

Publicidade