Aprendizado começa na primeira infância

Estúdio Folha/Alberto Rocha
Escolher um ambiente onde o aprendizado acontece de maneira lúdica é o ideal para a educação infantil

Sabe-se cada vez mais: educação é muito mais do que aula de matemática e português. É nos primeiros anos de vida, muito antes de que a criança aprenda a fazer a primeira continha de mais ou que consiga escrever o próprio nome, que ocorre a principal fase do desenvolvimento físico e mental do ser humano. Noções de lógica e de cognição que serão responsáveis pelo aprendizado futuro, por exemplo, têm o primeiro impulso na educação infantil.

O impacto do investimento em educação nessa fase é tão grande que, de acordo com a Equação de Heckman - criada pelo ganhador do prêmio Nobel de economia James Heckman - a cada US$ 1 investido na primeira infância, se tem US$ 7 de retorno na vida adulta. O crédito fica por conta, por exemplo, de menores índices de violência e de evasão escolar, assim como de menos gastos com tratamento de doenças evitáveis.

Mas como mensurar o que é importante e, ao mesmo tempo, não sobrecarregar a criança? O primeiro passo, mostram os estudos, é escolher um ambiente em que o aprendizado seja intencionado mas realizado de forma lúdica.

No Sistema COC - que tem mais 450 escolas e 200 mil alunos espalhados pelo país - a Coleção Explorar estabelece pontes entre aquilo que a criança já conhece e as experiências vividas na escola e promove aprendizagens dinâmicas que contribuem de forma única para a construção de conhecimentos verdadeiramente significativos. Tudo a partir da estética atual das ilustrações e embasado nos principais autores e nas mais sofisticadas e comprovadas teorias de Educação Infantil.

A escola Semente St. Georges, no Rio de Janeiro, adota há 11 anos, para as turmas que vão do maternal ao pré II, as propostas multimetodológicas e lúdicas do COC. "Decidimos pelo COC porque é o sistema de ensino que segue a linha construtivista e que nos atende bem em todas as disciplinas", diz Débora dos Reis Brandão, que coordena a área de educação infantil da escola há 20 anos.

Desde que adotou o sistema COC, ela também percebe a preocupação dos redatores do material em atualizá-lo de acordo com a avaliação dos professores e com os avanços tecnológicos. "É uma proposta pedagógica atual e completa, que atende de forma completa", sintetiza a educadora.

Crianças digitais

Numa época em que os bebês já nascem praticamente sabendo como manipular um tablet, o COC tem um portal destinado ao público infantil. O Portal Amigos do COC é um espaço lúdico de multifuncionalidades e ambientes de aprendizagem. Todo o conteúdo, ferramentas e espaços de interação são imbuídos de propostas pedagógicas voltadas para as necessidades e exigências dos anos iniciais dos estudantes na vida escolar.

São jogos, brincadeiras, música e muita interação que abordam temáticas que passam pela construção de valores morais e éticos e ao despertar da cultura e folclore brasileiros.

Juliano Costa, diretor pedagógico da rede, acrescenta, ainda, a importância da estrutura física na educação infantil. "Tem de ter espaço de recreação, área verde. Como muitas famílias vivem em prédios, a escola representa uma chance de os filhos ficarem mais perto da natureza". E acrescenta: "Cada etapa tem suas peculiaridades, mas em todas elas é preciso que pedagógico e espaço físico tenham intencionalidade."

Publicidade
Publicidade