Descrição de chapéu Bradesco

Bradesco Seguros amplia projetos sustentáveis e facilita vida do cliente

Práticas ESG contemplam os projetos Sinistro Sustentável, Descarte Ecológico, Autorreciclagem e Paperless

A adoção de boas práticas de sustentabilidade é cada vez maior na Bradesco Seguros. Em prol de clientes e da sociedade, a seguradora investe em projetos, serviços e assistências norteados pela pauta ESG, sigla em inglês que designa ações sustentáveis nas áreas ambiental, social e de governança.

Todas as medidas atendem aos pilares estratégicos de sustentabilidade do Grupo Bradesco Seguros, que são eles: negócios sustentáveis, mudanças climáticas, relacionamento com o cliente, diversidade e inclusão, inovação e investimento social.

Entre esses projetos estão o Paperless e o Descarte Ecológico. O primeiro é destinado à eliminação de papel e redução de impactos ambientais. A segunda iniciativa é voltada para clientes retirarem itens que não são mais utilizados das residências e que podem gerar renda para microempreendedores.

"O cliente entra em contato com a seguradora, via um acionamento de assistência, e solicita a retirada do material. Após a coleta, os objetos são separados e encaminhados a cooperativas, presentes em todos os estados brasileiros, com o intuito de minimizar impactos ambientais no momento do descarte", diz Carlos Oliva, superintendente executivo de Operações da Bradesco Seguros.

Carlos Oliva, superintendente executivo de Operações
Carlos Oliva - Divulgação

"Após a coleta, os objetos são separados e encaminhados a cooperativas, presentes em todos os estados brasileiros, com o intuito de minimizar impactos ambientais"

Carlos Oliva, superintendente executivo de Operações da Bradesco Seguros

Com a novidade do projeto Sinistro Sustentável a expectativa é que o montante de material reciclado recolhido pela seguradora cresça 400% neste ano na comparação com 2021.

"Com o lançamento do Sinistro Sustentável somado ao projeto Autorreciclagem, a perspectiva é que a companhia consiga recolher cerca de 40 toneladas de resíduos até o fim de 2022", afirma Rodrigo Herzog, superintendente executivo de Sinistros da Bradesco Seguros.

Rodrigo Herzog, superintendente executivo de sinistros
Rodrigo Herzog - Divulgação

"Com o lançamento do Sinistro Sustentável somado ao projeto Autorreciclagem, a perspectiva é que a companhia consiga recolher cerca de 40 toneladas de resíduos até o fim de 2022"

Rodrigo Herzog, superintendente executivo de Sinistros da Bradesco Seguros

O piloto da área de sinistros foi realizado nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e resultou no recolhimento de cerca de oito toneladas de material no ano passado. "Além do recolhimento dos bens danificados e indenizados ao segurado, o cliente poderá também, se desejar, aproveitar o serviço e o agendamento para descartar de forma ecologicamente correta outros bens em desuso que estejam em sua residência", declara Herzog.

O recolhimento, descarte correto e reciclagem de eletrodomésticos e autopeças se enquadram no conceito de Economia Circular. Sobras de uma indústria são transformadas em insumos para ela própria ou para terceiros. Na pandemia de Covid-19, tais materiais geraram renda para muitas pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Por meio da Bradesco Seguros, instituições de caridade no país receberam doações de materiais recicláveis. Os itens são comercializados em bazares beneficentes. Os recursos arrecadados financiam projetos dessas entidades.

A Bradesco Seguros atua ainda para eliminar o uso de papel em seus processos. Pela iniciativa Paperless, a seguradora deixa de usar cerca de 25 milhões de folhas de papel A4 por ano. Faz um ano que o "Welcome Kit", o kit de boas-vindas ao segurado, é disponibilizado prioritariamente em plataformas digitais, como o site do cliente, o aplicativo para dispositivos móveis Assistência Dia & Noite, o Portal de Negócios e e-mails de usuários.

Clique aqui para conhecer mais sobre as iniciativas ESG da Bradesco Seguros.