Bailarinos transformam o outono em dança

Uma das oportunidades que o público do 35º Festival de Joinville tem é prestigiar dois espetáculos criados especialmente para o evento. O projeto Estímulo Mostra de Dança começou nesta quinta-feira (20) com a apresentação de "Concerto de Outono" e "Labirinto", duas coreografias assinadas por Binho Pacheco, do Centro de Educação Profissional em Artes Basileu França, de Goiânia.

Nilson Bastian/Divulgação
Bailarina em coreografia assinada por Binho Pacheco, no Festival de Joinville
Bailarina em coreografia assinada por Binho Pacheco, no Festival de Joinville

No primeiro ato, os 16 bailarinos retratam em cena o outono, que simboliza a época de transição entre os extremos de temperatura entre verão e inverno - tudo ao som do "Concerto para Violino e Orquestra", de Tchaikovsky. Na segunda parte, os artistas se movem em um extenso labirinto, cheio de atalhos e armadilhas, sob a direção de Simone Malta.

SEGUNDA APRESENTAÇÃO

Na próxima quinta (27), entram em cena os bailarinos da Cia. Eliane Fetzer, de Curitiba, para a segunda apresentação do Estímulo Mostra de Dança. A obra "Dois Olhares" usa como base as mudanças reivindicadas na década de 1920 para compor sua coreografia, que fala sobre a luta das mulheres por seu lugar na sociedade.

A intenção dos artistas é mostrar que na sociedade pluralista que vivemos é imprescindível entender diferentes tipos de expressões.

Publicidade
Publicidade